Translate

Planeta Sustentável

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

TRISTEZA DE PROFESSORA



                                                  Maria Inez Rodrigues

Não existe coisa mais dolorosa para uma professora, do que ver seu aluno se condenando à uma reprova quando diz ao mestre " não quero aprender".

Nada dói mais para uma professora, do que assistir seu aluno ironizando suas aulas sem nem saber direito o que é ironia.

Nada frustra mais uma professora, do que ver seu aluno "passando" de série/ano, vazio de conhecimento.

Nada custa mais para uma professora do que ver seu tempo se diluindo em vazios de esquecimento.

Tristeza, é o fim de um planejamento que "não deu certo", porque um aluno reprovou.

Tristeza, é ouvir de um aluno: "vai se..., isso não me interessa".

No fim de tudo, o conhecimento vai se esvaindo em trabalhos mal feitos; em provas não concluídas; em tarefas não realizadas; em notas vermelhas de "vergonha", por não ter conseguido atingir o objetivo.

Ultimamente ser professor é isso. É realizar uma prática extenuante de "nãos", "talvez", "deixa pra lá", "faça-me o favor", e de " ah!, dá nada não".

Salário?... nada atrativo.

Respeito?... zero.

Paciência? ... curtíssima.

Esperança? ... morrendo.

terça-feira, 6 de agosto de 2013

HOMENAGEM A MEU PAI

MEU PAI, QUEM FOI?

                                                                                             Maria Inez Rodrigues Pereira







Nivaldo foi um homem altivo, determinado   e                                              
Incansável na sua luta diária.
Valente e sempre guerreiro, valorizou cada conquista sua.         
Aprendeu com a vida e ensinou seus filhos  que é preciso
Lutar, conquistar e nunca desanimar.
Domou as tristezas que surgiam com as marcas da alegria.
Orou e agradeceu a Deus, do amanhecer ao fim do dia.

Reclamou  de alguns fardos que a vida lhe impingiu, pois
O valente também sofre, não é de ferro, mas  uma coisa era certa
Deus  sempre esteve ao seu lado,
Retribuindo com bênçãos, as orações do incansável Sr. Nivaldo.
Irritava-se com a rebeldia dos filhos, que tanto trabalho lhe deu.
Gostava mesmo, era de ser bajulado.
Um corintiano fanático, não admitia – O Corinthians perdeu?!
Era torcedor  dos chatos, não gostava de perder campeonato.
Saudades meu pai!! ... Saudades  Sr Nivaldo!!                                                    

De todos os filhos o Antônio era o xodó,
O Marco Aurélio o chaveirinho  que em todo o lugar lhe seguia.
Suas filhas Amália, Maria Inez e Marcia, te tomavam como guia.

Anjos era seu sobrenome,                                                     
Nada melhor para combinar.
Jamais descuidou de nós, nunca parou de trabalhar.
Ocasião mais propícia não existe pra te homenagear, Anjo da guarda!
Sua proteção agora vem lá de cima, tenho certeza! Sentimos na alma.

            
             




O SABER E O SABOR

Loading...

Palestra: Mario Sergio Cortella

Loading...

O SEGREDO

Loading...

GONZAGUINHA

Loading...

IÇAMI TIBA

Loading...

quadro da educação

Loading...

sistema educacional - desabafo

Loading...

Crônica - Sinto vergonha de mim

Loading...

INCLUSÃO SOCIAL

Loading...

iclusão escolar

Loading...

filmes

  • A casa do lago
  • A filha do presidente
  • Amizade Colorida
  • Antes que termine o dia
  • Cavalo de Guerra
  • Conversando com Deus
  • Diamante de Sangue
  • Gladiador
  • Imagine eu e você
  • Meu nome é Radio
  • O diabo veste prada
  • O pacto
  • Titanic
  • Uma linda mulher
  • uma lição de amor